quarta-feira, 21 de abril de 2010

Não é obra do destino

“O bater das asas de uma borboleta pode gerar um leve sopro, que, tomado forças, forma um furacão do outro lado do mundo”, Teoria do Caos.

No princípio da ciência moderna começou a se falar de reducionismo, que era a análise e estudo de um grande evento a partir de pequenos elementos que contribuíram de alguma forma para que o mesmo evento acontecesse. Esse tipo de análise distorce a realidade, e nos faz perder em um emaranhado de teias, complexas e infindáveis, deixando sempre espaço para algo novo, para algo que não levamos em consideração.

A Teoria do Caos, através da metáfora do efeito borboleta, mostra como é praticamente impossível definir a verdadeira origem de qualquer coisa, e como tudo levou a acontecer. Uma pessoa nasce a partir do momento em que seus pais resolvem sair determinado dia, se conhecem, decidem namorar, decidem casar, decidem ter filhos (ou não), decidem não abortar, decidem ficar com a criança? Ou a partir do momento em que seus avôs resolvem sair, se conhecem...?

Muitas pessoas, através de uma visão romântica do mundo, acreditam que tudo é obra do destino. Mas assim como determinado evento aconteceu, outro evento poderia ter acontecido. E se um detalhe no decorrer da trama mudasse, e todo resultado fosse diferente? Seria assim mesmo obra do destino?

Destino não existe, o que existe são ações que geram reações. O ser humano sempre foi egocêntrico a ponto de por importância demais onde não tem. É como religião: o homem se acha demais perfeito para ser obra da evolução, então um ser todo poderoso, onipresente e onisciente o criou, só assim para nós, seres humanos, existirmos (contemple como somos perfeitos... idiotas).

Não, você conhecer sua (futura) namorada não foi obra de um destino que te ama. Não, você conseguir uma oferta de emprego por acaso dentro de um singelo restaurante não foi obra do destino. São oportunidades, eventuais acontecimentos da vida que, sem eles, nada faria sentido. Se dissermos que tudo de diferente que acontece é obra do destino, então a vida por si só não é nada, apenas um conjunto de paradigmas que formam uma rotina monótona e sem razão.

Seguindo a mesma linha de raciocínio romântica da perfeição do destino, temos todas as dicotomias (algumas bastante reforçadas pela religião) que atrapalham a construção de uma visão sensata, uma visão realista. Mente e corpo, espírito e matéria são alguns exemplos de elementos filosoficamente opostos, que se integrados, deixariam tudo mais simples, tirando a importância superestimada dada à essência humana.

Não estou dizendo que somos inúteis, nem que devemos nos rebaixar. O ser humano é um ser proporcionalmente evoluído se levarmos em conta todos os seres vivos do planeta. Mas é preciso maneirar na magia que ronda a cabeça das pessoas, e colocar um pouco de realidade nessa visão romântica que muitos têm. Afinal, a realidade é só uma, cabe a cada um interpretá-la da maneira que quiser, mas se a alterarmos demais, ela acaba por nos alterar também.

20 comentários:

  1. AI VINICIUS, EU SOU TUA FÃ! s2

    ResponderExcluir
  2. Ação e reação ou destino, tudo implica opções.
    Acredito que através das minhas ações e reações eu afeto meu destino, que é feito basicamente de oportunidade, aproveitadas ou desperdiçadas! Onde tudo irá depender do momento, da realidade vivida naquele instante!
    Acho que ta tudo junto e misturado...
    =]]]
    É um caos!! ou O caos!!
    rsrsrsrs

    Adoro suas reflexões anjo!
    bjinho

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado! Espero que você continuem acompanhando o blog!
    Beijos às duas!

    ResponderExcluir
  4. Enfim, vou comentar. Interessante você abordar esse assunto. Inclusive, tem um filme chamado "Efeito Borboleta" que fala sobre isso(imagino que você já assistiu). Essa crença em destino chegar a causar comodismo em muitas pessoas, isso me irrita.

    ResponderExcluir
  5. Damares disse: Essa crença em destino chega a causar comodismo nas pessoas, e isso me irrita.

    Exatamente, religião é campeã universal disso com sua célebre frase: Está nas mãos de Deus. Sinto dizer, mas não está não :(

    ResponderExcluir
  6. Concordo com vc Fleury e com você Damares.... o comodismo das pessoas chega a irritar realmente quando elas acham que tudo está nas mãos de Deus como disse o Fleury... acredito que cada um seja detentor dos proprios atos, se é obra do destino, sei lá, alguem sabe me dizer o que é destino? Acredito realmente no que vc disse sobre ação e reação, leis da fisica certo?!

    ResponderExcluir
  7. Colocamos fantasias em nossas vidas para fugi da realidade, pelo simples medo de tentar encara-la. Culpamos o “destino” de tudo de mal que acontece em nossas vidas por não ter coragem de olhar no espelho e ver o verdadeiro culpado ou agradecemos pela coisas boas em nossas vidas, se você fez por merecer tem planamente o direito dos aplausos. Toda ação gera uma reação, é a maior verdade.

    Amei o texto!

    By: Francy Mourão.

    ResponderExcluir
  8. AAAAI viniciuusss linndoooo!!!!

    ResponderExcluir
  9. Foda pra caralho XDD

    ResponderExcluir
  10. Seu post embora, muito bom, têm poucas possibilidades de receber votação expressiva, pois não possuí a ferramenta "vote em mim" abaixo dele.
    Se quiser receber votos neste post e concorrer a R$ 1.000,00 não esqueça de colocar a ferramenta "vote em mim" abaixo de cada post, que pode ser retirada aqui: http://www.linkpremiado.com.br/link/banner
    Se ainda não nos enviou seu banner, por favor envie para linkpremiado@gmail.com, no formato 200X50 e teremos prazer em incluí-lo na nossa página principal, também poderá retirar nosso banner neste endereço: http://www.linkpremiado.com.br/parceiro
    Outra coisa...Seu link já foi publicado!
    Atenciosamente.
    Antoani/Equipe Link Premiado
    http://www.linkpremiado.com.br

    ResponderExcluir
  11. voces saoo frescos pra caralho neh

    ResponderExcluir
  12. Bom até gostei da idéia, mais o desenvolver do texto não agradou tanto, se o destino e uma reação dos acontecimentos anteriores isso não muda o fato que seja seu destino, existem bilhões de pessoas no mundo, se você estiver entre o numero abundante de desempregados que existe hoje e em um acaso for realmente surpreendido com uma proposta de emprego, no meio de um almoço porque não considerar o destino porque não considerar uma benção achei muita pré-potencia de sua parte julgar como idiotas aqueles que acreditam em dias melhores, a ordem dos fatores não altera o fato, sendo ruim o bom oque acontecer com você durante sua vida e o destino talvez atraído por suas próprias ações claro, ou não simplesmente o lugar errado na hora errada entende.

    ResponderExcluir
  13. Bom até gostei da idéia, mais o desenvolver do texto não agradou tanto, se o destino e uma reação dos acontecimentos anteriores isso não muda o fato que seja seu destino, existem bilhões de pessoas no mundo, se você estiver entre o numero abundante de desempregados que existe hoje e em um acaso for realmente surpreendido com uma proposta de emprego, no meio de um almoço porque não considerar o destino porque não considerar uma benção achei muita pré-potencia de sua parte julgar como idiotas aqueles que acreditam em dias melhores, a ordem dos fatores não altera o fato, sendo ruim o bom oque acontecer com você durante sua vida e o destino talvez atraído por suas próprias ações claro, ou não simplesmente o lugar errado na hora errada entende.

    ResponderExcluir
  14. Quero deixar em observação que gosto do seu trabalho nunca comentei,em nenhum texto, e que criticar e sempre melhor né ^^

    ResponderExcluir
  15. Nem sempre Renato UHSAUHAUHSA.

    "achei muita pré-potencia de sua parte julgar como idiotas aqueles que acreditam em dias melhores"

    Você pode acreditar em dias melhores, sem problema nenhum, mas ao invés de esperar o destino te dar dias melhores, porque vc naõ luta por eles?

    ResponderExcluir
  16. Renato, os fatos acho que são influênciados de duas formas:
    Suas ações
    Sorte.

    Não existe destino.

    ResponderExcluir
  17. Fleury,

    Entendo sua crítica e acho boa para acordar as pessoas para se movimentarem e pararem de achar os escolhidos, todo mundo pensa que é personagem principal, ninguém gosta da idéia de de ser o figurante número 143.

    No entanto quero muito que quase ninguém leia seu texto. Por que só uma fé cega num destino glorioso por se realizar, que leva tantas pessoas a se dedicarem arduamente, aturando fracasso após fracasso até conseguirem atingir o sucesso.

    Várias ficam pelo caminho e algumas fazem feitos gloriosos Thomas Jefferson é meu melhor exemplo.

    ResponderExcluir
  18. Dr Fleury, concordo com seu ponto de vista e acho que esse egocentrismo é fruto do fato de não sermos humildes pelo simples fato que confundimos humildade com se deixar humilhar.

    ResponderExcluir

ANTES DE POSTAR, LEIA ESSA MENSAGEM!!! É SERIO!!!

TODOS os comentários passam por moderação minha antes de irem ao ar, devido a pessoas que só fazem propaganda ou que xingam utilizando palavras agressivas demais. Não deleto comentários que contenham críticas, sejam boas ou ruins, afinal, todos tem direito de expressar sua opinião.

Bom, como eu ainda uso o Blogspot, as vezes o comentário só vai de segunda. Portanto, escreva sua mensagem, selecione-a e copie. Caso não receba uma mensagem dizendo que o comentário foi postado (mas ainda estará sob moderação), só cole de novo, que de segunda vai!

Esse é o Blogspot ferrando vocês!