terça-feira, 12 de outubro de 2010

Teoria do Caos e o efeito borboleta



Quando eu digo que algumas pessoas têm preguiça de pensar, é no sentido literal. A mente humana é tão complexa, tão repleta de raciocínios constantes e diferentes, que às vezes nos atrelamos a pensamentos mais simples, não enxergando a necessidade de levar em consideração todos os fatores realmente envolvidos. Não entendeu? Vou explicar.

Uma das maiores formas de refletir ou raciocinar sobre algo é o reducionismo de acontecimentos. O reducionismo é você destrinchar um fato, a todos os outros pequenos fatos que tiveram que acontecer para chegar ao resultado final, o primeiro fato. Uma rede de acontecimentos que vão cada vez mais reduzindo seu grau de precisão, mas nunca seu grau de importância, afinal, todos eles foram necessários.

Um dos grandes parceiros do pensamento reducionista é a Teoria do Caos, também conhecida como Efeito Borboleta (de maneira errada, já que o Efeito Borboleta é uma das vertentes da Teoria do Caos). O Efeito Borboleta utiliza-se da seguinte metáfora para se apresentar: “O simples bater das asas de uma borboleta, pode causar um tufão do outro lado do mundo".

O Efeito Borboleta trata justamente desse reducionismo. Um pequeno detalhe alterado pode mudar completamente o resultado final. Um filme, com o mesmo nome da teoria, mostra exatamente isso: um rapaz volta constantemente ao passado para alterar acontecimentos, pensando que vai melhorar alguns detalhes no futuro. Ele descobre, porém, ao longo do filme, que uma mínima alteração no passado causa grandes mudanças em sua atualidade.

Pense numa família tradicional. Agora pegue os filhos, e reflita em como eles passaram a existir. Os pais tiveram que decidir ter filhos ou não. Antes disso, tiveram que decidir casar ou não. Antes disso, tiveram que decidir namorar ou não. Antes disso, tiveram que decidir sair de casa naquele dia em que eles se conheceram. Antes disso, tiveram que decidir fazer o que foi necessário para conhecer as pessoas que apresentaram eles dois. E assim vai...

Pode parecer simples agora, mas milhares de elementos estão envolvidos. Experimente mudar o passado: naquele dia em que eles resolveram ficar em casa por causa da chuva, faça-os saírem. Um acidente poderia ter acontecido; Um dos dois poderia encontrar um amor antigo; O gás poderia ter ficado ligado, causando um desastre na casa. E assim vale para qualquer decisão que eles tomaram ao longo do tempo.

Esse tipo de reflexão pode ser utilizado para o presente, ou até mesmo o futuro. Quando alguém diz que gosta do cheiro da gasolina, você simplesmente assume que o cheiro da gasolina agrada ao olfato da pessoa, por ser um cheiro incomum, forte. Agora quando alguém diz que gosta do cheiro do dinheiro, é mais difícil de acreditar.

Dinheiro tem cheiro de papel (muitas vezes, papel sujo). Se a pessoa gosta do cheiro do dinheiro, quer dizer que a pessoa gosta do cheiro de papel sujo que já passou pela calça e carteira de MUITA gente. Agora, o que pode acontecer é: a pessoa gostar da IDÉIA de sentir o cheiro do dinheiro.

A idéia se sentir o cheiro do dinheiro é explicável: Se a pessoa sentir cheiro de dinheiro, muito provavelmente é porque ela TEM dinheiro pra sentir o cheiro. Quando a pessoa tem dinheiro, quer dizer que ela tem poder, tem possibilidades, tem opções. E as pessoas gostam disso, as pessoas gostam de poder. Logo, ela atrela o “gostar de poder” com os sentidos, algo muito mais primitivo (no caso, o olfato). Então, quando ela sente cheiro de dinheiro, é porque ela tem poder. Ela, na verdade, gosta do poder, e não do cheiro do dinheiro.

Dizer que as pessoas têm preguiça de pensar é a razão de eu escrever esse texto. Gosto tanto desse assunto, que faria um artigo completo sobre ele. Bom, se eu fizer, não postarei no blog (lógico), mas mando pro email de quem quiser (pelo assunto, provavelmente umas 20 pessoas hahaha).

Reveja alguns conceitos que você tem, e procure saber se ainda são relacionados à mesma causa que eram logo quando você pensou neles. Elementos tendem a mudar constantemente, e a gente nem percebe, o que acaba tornando claro para pessoas que não nos vêem há muito tempo, e dizem “nossa, você mudou”... Enquanto, pra você, continua o mesmo moleque íntegro e respeitoso de sempre.

21 comentários:

  1. Excelente post!
    Quando escrever a matéria sobre pessoas que têm preguiça de pensar pode mandar para o meu e-mail xD
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. eu quero ver o artigo completo!!!

    ResponderExcluir
  3. Podemos mudar em várias vertentes, basicamente dividindo a vida social, profissional e pessoal. A mudança de qualquer uma delas já dá o direito de alguém dizer que você mudou, em algum sentido, e ainda posso pensar que sou o mesmo de sempre em questões de personalidade sem problema algum.
    Sentir o cheiro do dinheiro é um prazer que cada pessoa define para si próprio.
    Todas as pessoas são diferentes e tomam atitudes diferentes de fato, mas ao mesmo tempo proporcionais, ou seja, se voce tivesse a vida daquela pessoa provavelmente faria o mesmo que ela, é um ciclo, um sistema que faz parte da Teoria do Caos. Hoje tentamos descobrir e decifrar os fatos através de conhecimentos
    técnicos e padronizados, ajudam mas não resolvem pois o mundo não é padronizado, é um sistema difuso e imprevisível, então só a intuição dirá algo. A verdade é que não devemos procurar saber o que aconteceu indiretamente para um determinado acontecimento, se está feito é melhor procurar meios racionais e lógicos para que no futuro não ocorra da mesma forma, baseando-se no presente para o futuro, teremos um passado baseado e um presente planejado (agora não tenha preguiça e pensa[Reflita] um pouco).

    SergioR

    ResponderExcluir
  4. hahaha!
    Assim que eu fizer tudinho, mando a vocês!

    ResponderExcluir
  5. nao esquece de mandar o art completo qnd tiver pronto champs!!!

    ResponderExcluir
  6. Eu gostaria de receber por email também. Muitas vezes as pessoas nao tem preguiça de pensar, e sim falta de tempo. Meu email e msn é thiago_klaumann@hotmail.com Abraços!

    ResponderExcluir
  7. eu também ovu querer se você for fazer uma matéria sobre o assunto!!! carol_n_nv@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Eu também gostaria de ler o artigo inteiro!!
    (claitonweb@gmail.com)

    ResponderExcluir
  9. Que texto mal escrito, sem a menor coesão! Você podia estudar um pouco mais antes de querer falar de temas mais complexos. Aliás, fala com a propriedade de um filósofo, o que eu garanto que não é!
    Você quis misturar filosofia, com psicanálise, física, Teoria do Caos e não conseguiu nem relacionar um com o outro. E ainda tomou conclusões precipitadas e generalizações perigosas. Bom, mas pra quem tem de 15 a 20 anos, é alienado pela internet e joguinhos eletrônicos, quem sabe.

    ResponderExcluir
  10. Ótimo texto!!!

    É realmente um ótimo assunto, não só pela preguiça das pessoas pensarem, mas para avaliarmos possibilidades e consequências de nossos atos e de atos de outras pessoas...

    Eu com certeza quero o artigo completo!!
    Parabéns Dr. Fleury

    ResponderExcluir
  11. Desculpe.... esqueci de mandar meu e-mail...
    erikbep@hotmail.com

    Até mais

    ResponderExcluir
  12. Pow cara, se voCê fizer eu vou querer sim:
    pedrosanches12@hotmail.com

    ResponderExcluir
  13. eu quero, por favor. (marcello.junior@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  14. João disse...
    "Que texto mal escrito, sem a menor coesão! Você podia estudar um pouco mais antes de querer falar de temas mais complexos. Aliás, fala com a propriedade de um filósofo, o que eu garanto que não é!
    Você quis misturar filosofia, com psicanálise, física, Teoria do Caos e não conseguiu nem relacionar um com o outro. E ainda tomou conclusões precipitadas e generalizações perigosas. Bom, mas pra quem tem de 15 a 20 anos, é alienado pela internet e joguinhos eletrônicos, quem sabe."

    Interessante dizer que foi mal escrito e que não deu pra entender nada, já que você foi o UNICO que reclamou, além de não ter feito nenhuma correção. Talvez o problema esteja com você, não?

    ResponderExcluir
  15. Excelente texto. A modernização está deixando as pessoas cada vez mais preguiçosas, em amplos aspectos.
    Me incluo nisso, mas estou tentando mudar!


    Se fizer o artigo, com certeza vou querer uma cópia ^^

    ResponderExcluir
  16. Manda pra mim tamb o texto que vc fizer...

    ResponderExcluir
  17. Cara, to comentando no blog porque sei que você lê.Pensei em mandar uma dm no twitter (que alias, estou abandonando hoje).
    Tenho exatamente a mesma coisa na cabeça, mas eu ja pensei muito mais e sem ser interrompido, quase um "exercicio" intelectual e possivel.
    Caso você queira só alguem pra ter uma conversa de nivel e sobre isso, me adc no msn aí cara...ou dm no twitter, sei la.Orkut eu deletei ontem.Acredito que essas babaquicezinhas do cotidiano que fazem de fato as pessoas terem a "preguiça de pensar".
    Não sei se você pensa nisso também, mas uma coisa que me faz acreditar nessas baboseiras que eu to escrevendo, é que o ser humano usa 08~14% da capacidade total do cerébro.Isso me leva a acreditar que, temos muito o que evoluir, mas não materialmente, e sim intelectualmente. Twitter : digomes_ , msn espirrodoesquilo@h.

    ResponderExcluir
  18. não tenho conta em nenhum desses sites, por isso o suposto anônimo, sempre via o Dr. Fleury no Testosterona e hoje acabei achando seu blog, mano tu é foda, muito bom seus textos e suas idéias, gostei especialmente do post falando sobre o humor negro e concordo totalmente contigo, mas falando sobre esse post em especial quando fizer o artigo me manda por favor, acho muito interessante a teoria do caos e como pequenas coisas até mesmo insignificantes podem e mudam nossa vida, quase ninguem para pra analisar isso, o porque das coisas das situações que vivemos a maioria apenas reage aos acontecimentos sem se importa com oq os desencadeou, to começando a viajar já
    huahuahuauhahu

    enfim quando fizer me manda vlw
    marcos.prado10@hotmail.com

    ResponderExcluir
  19. opa, adorei o texto. Me lembrou Vanilla Sky..."consequÊncias, David.." --> pra quem assistiu, sabe o peso que essa frase carrega durante todo o filme.

    Manda pra mim o texto tb? =)

    ResponderExcluir

ANTES DE POSTAR, LEIA ESSA MENSAGEM!!! É SERIO!!!

TODOS os comentários passam por moderação minha antes de irem ao ar, devido a pessoas que só fazem propaganda ou que xingam utilizando palavras agressivas demais. Não deleto comentários que contenham críticas, sejam boas ou ruins, afinal, todos tem direito de expressar sua opinião.

Bom, como eu ainda uso o Blogspot, as vezes o comentário só vai de segunda. Portanto, escreva sua mensagem, selecione-a e copie. Caso não receba uma mensagem dizendo que o comentário foi postado (mas ainda estará sob moderação), só cole de novo, que de segunda vai!

Esse é o Blogspot ferrando vocês!